p-txt

AMAR e POMPOAR

 

Introdução ao Pompoarismo
Esse foi um dos aprendizados que estar à frente do balcão de uma loja de produtos eróticos me trouxe logo no início. As meninas perguntavam sobre isso e eu não sabia responder.  Daí fui pesquisar em livros, falei com especialistas e me apaixonei. Nunca deixei de fazer os exercícios.

Mas só depois de muitos anos passei a me autodenominar Pompoarista.

Aqui coloco algumas das descobertas que fiz para realmente tentar convencer todas as mulheres do mundo sobre o quanto é importante ao menos fazer alguns dos exercícios. E são muito fáceis e simples!!

Autoestima

“Enquanto não superarmos a ânsia do amor sem limites,
não poderemos crescer emocionalmente.
Enquanto não atravessarmos a dor de nossa própria solidão,
continuaremos a nos buscar em outras metades.
Para viver a dois, antes, é necessário ser único.”

 

Sensualidade acontece de dentro pra fora. E não o contrário. Durante boa parte da vida, as mulheres permanecem adormecidas e passivas. Ensinaram que temos uma vagina e por isso somos meninas. E nada mais. Esqueceram de dizer que somos pele, desejo, clitóris, vulva…Todo mundo gosta de dar prazer. A maioria de nós sabe exatamente o que fazer para levar nossos companheiros às alturas. Sexo oral ou uma bela lingerie, não há homem que resista.

Nunca sabemos explicar direito como queremos ter prazer. E precisamos aprender. Porque ter prazer é  bom e porque da mesma forma que nos sentimos bem quando nosso parceiro goza feliz,  também ele quer ver e sentir nosso prazer e nosso transbordamento.

Por isso quando você fala em pompoar, você também tem que lembrar o ato tão simples de amar, de se entregar sem reservas, de ser verdadeiro. Corpo, mente e coração integrados em todos os momentos.

“O que é autoestima?
“É a opinião e o sentimento que cada pessoa tem
por si mesma. É ser capaz de respeitar, confiar e gostar de si.”

Em quase toda a literatura que encontrei sobre pompoar,  os autores passam mais da metade dos livros falando sobre autoestima. Que você precisa se amar, que você precisa se aceitar como é… E eu pensava: afinal, qual a finalidade disso se poderia encontrar o mesmo discurso em qualquer livro de autoajuda?

Foi aos poucos que fui concordando em que, de fato, tudo começa com autoestima. No tempo que você reserva para si mesmo, na maneira de se relacionar com seu corpo, de saber como ele funciona, ou melhor, como você funciona.

Você precisa enamorar-se um pouco de si todos os dias. Olhar para o espelho e encontrar a cada dia uma coisa bonita que seja sua, que seja especial.

Cada parte do seu corpo precisa ser existida e divinizada por você. Sinta-se viva e feliz. Hoje.

Para a prática do pompoar você precisa tomar um banho de amor por si mesma. Porque é importante conhecer o seu corpo, amá-lo de verdade, amar a busca de novas sensações. Experimentar-se.

                            Conhece teu corpo

A vulva, a vagina e o clitóris

É impressionante como não conhecemos nosso corpo. A gente cresce ouvindo que temos uma vagina. E ninguém fala nada do clitóris, por exemplo.

Diferente dos homens que têm um único órgão (o pênis) que serve pra tudo (ter relações sexuais, reproduzir, fazer filhos e urinar) a mulher tem vários órgãos com diferentes funções.

A VULVA

A vulva é a parte de fora dos órgãos sexuais da mulher. Aqui com um espelho você pode observar. Faça isso. Observe e toque  a abertura da vagina, a abertura da uretra, os lábios internos e os lábios externos, o monte de Vênus e a maior parte do clitóris. Contraia a parte externa. Observe os movimentos que você pode controlar.

Os lábios externos e internos já foram chamados de lábios maiores e menores, mas houve uma modificação já que chegou-se a conclusão que as mulheres são muito diferentes entre si e que, em muitos casos, os lábios externos podem ser menores do que os internos.

A VAGINA

Canal muscular que vai da vulva ao útero e serve para manter relações sexuais e para reproduzir. A vagina muscular é o tubo muscular que vai da vulva até o útero e serve para manter relações sexuais e para reproduzir.

Se dividirmos a vagina em três partes, vemos que a parte mais de fora (na vulva) corresponde ao que hoje alguns chamam de abertura vaginal do clitóris. É uma área bastante sensível para o sexo.

Como um tubo muscular, a vagina pode ser contraída e relaxada conforme a vontade da mulher. É importante ter consciência da musculatura vaginal para ter uma vida sexual mais prazerosa (controlar o aperto e o relaxamento na relação sexual), ter partos mais fáceis (evitar romper o períneo ou ser cortada) e manter uma vagina forte em qualquer idade (sem perder urina ou ter a bexiga caída, etc.

O CLITÓRIS

Exclusivamente destinado ao prazer sexual feminino. O clitóris é muito parecido com o pênis, mas é ainda melhor! Afinal, tem uma única função bastante específica: dar prazer! Embora ele pareça muito pequeno, não se iluda! Por mais frágil que pareça, é quatro vezes mais sensível do que a glande masculina.

Por dentro dos lábios externos ficam as chamadas pernas do clitóris. O clitóris como um todo é formado de um tipo de “tecido erétil” parecido com o do pênis, capaz de crescer com a excitação sexual. Há algumas formas específicas para estimular a glande:

Sucção: (com acessórios específicos ou com ajuda do parceiro) O processo de sucção bombeia sangue para a glande tornando-a mais sensível ao toque.

Tilintar: Empurrar suavemente com a ponta dos dedos de um lado a outro. Toques delicados e ritmados.

Movimentos circulares: Com a ponta dos dedos faça movimentos circulares. Sempre em torno da glande. Nunca pressione a glande diretamente.


O ASSOALHO PÉLVICO


A pélvis (“bacia”) é a parte do corpo que fica entre a barriga e as pernas. Como nós andamos em duas pernas, essa bacia precisa ser bem forte para sustentar o peso de toda a parte de cima do corpo incluindo a bexiga, os intestinos, etc. A parte de baixo dessa bacia é feita por músculos fortes, que formam o “assoalho”.

Os músculos do assoalho pélvico formam um oito sendo que o círculo de cima envolve a abertura da vagina e da uretra e o circulo de baixo envolve a abertura do ânus. A saúde dos músculos pélvicos é fundamental para manter a integridade e o bom funcionamento da vagina e da uretra e a posição dos órgãos dentro da pélvis.

Exercícios para o assoalho pélvico:
Deite-se de costas no chão com os braços um pouco afastados do tronco. Eleve o quadril, contraindo os glúteos e os músculos do abdômen, da vagina ou do pênis. Permaneça nessa posição contando até 10 e relaxe. No início faça esse movimento de flexão 10 vezes consecutivas por dia. Depois estabilize em duas séries de 20 flexões, duas vezes por dia, todos os dias.

Exercício para dominar o movimento dos quadris:
Com o domínio desses movimentos você pode ter mais prazer na hora da relação sexual. Fique em pé com os joelhos ligeiramente flexionados e os pés afastados um do outro. Inicie movimentos dos quadris da direita para a esquerda e depois para frente e para trás. Faça pelo menos 30 vezes por dia, na hora do banho.

Contração de glúteo:
De pé, com os pés paralelos e distantes 20 centímetros um do outro, contraia o bumbum. Tente unir as nádegas o máximo que puder. Conte até três e relaxe. Faça dez vezes. Repita o exercício contraindo e soltando rapidamente, como se acompanhasse uma respiração ofegante. Conte dez vezes.

                                                                          O PONTO G

Foi em 1981 que se falou pela primeira vez no Ponto G e mal chegou já se tornou celebridade. Porém ainda há muita confusão sobre onde ele se localiza e muitas mulheres têm dúvidas sobre possuírem ou não um.O ponto G, sabe-se hoje, fica na esponja uretral, um tecido ao redor da uretra que possui glândulas de natureza prostática idêntica a da próstata masculina. É um ponto extremamente delicado e tanto seu tamanho como sua forma podem variar de mulher para mulher. TODAS as mulheres têm essa mesma estrutura, mas algumas podem ser mais sensíveis do que outras.Há estudos que provam que é a partir deste ponto que ocorre a ejaculação feminina, mas o fenômeno varia de mulher para mulher sendo muito discreto em algumas e mais perceptível em outras.

Introduza o dedo anular acompanhando a curvatura da vagina até uns cinco ou seis centímetros, onde há um tecido próximo ao colo do útero que é diferente dos demais, sua textura lembra uma ameixa madura. Você pode fazer massagens diárias nesse ponto até torna-lo mais sensível.

Masturbação

 Não há forma mais simples e direta para se conhecer e aprender a chegar ao orgasmo do que a masturbação que consiste em tocar os seios, os genitais, usar vibradores ou outros brinquedos eróticos. Pode ser solitária ou mútua, quando os casais masturbam-se um ao outro, chegando ou não a relação sexual completa.

Muitos estudos afirmam que é mais fácil para a mulher chegar ao orgasmo pela masturbação do que pela penetração em si além de que a masturbação pode produzir orgasmos mais intensos. Lembre-se: A atividade sexual produz endorfinas que assim como os hormônios são capazes de melhorar o humor e aumentar a sensação de bem-estar.

É melhor que a mulher se descubra sozinha e descreva ao parceiro ou à parceira os pontos em que gosta de ser tocada. Muitas mulheres não têm orgasmos sempre apenas por quê não recebem bastante do tipo de estimulação que necessitam por isso a masturbação é um mecanismo de aprendizagem tão importante. Quando estamos sozinhas, talvez com o auxílio de um vibrador, uma leitura erótica, imagens, quem sabe uma música – ou qualquer coisa que nos ajude a nos sentir mais  sedutoras e sensuais, podemos praticar vários tipos de estimulação, por diferentes períodos de tempo. Masturbe-se! Sem culpas!

 O ORGASMO

Afinal, o que é o orgasmo? Cada mulher o descreve de uma maneira e na verdade, há vários tipos de orgasmos. Eu já tive daqueles que você realmente tem a impressão de ter perdido a consciência por alguns segundos. Lembro de balbuciar sons desconexo que vinham lá de dentro mesmo, de algum esconderijo, bem no fundo da minha alma. Mas lembro de outros bons orgasmos que não foram tão intensos mas que foram bons.

Existem vários tipos de orgasmos segundo o Livro de Ouro do Sexo. Eu sabia que eles existiam mas não conhecia todas estas modalidades: miniorgasmo, orgasmos explosivos, orgasmos rápidos, orgasmos múltiplos, orgasmos ejaculatórios. E isso depende de cada homem e de cada mulher, segundo a intensidade que experimentam em cada relação ou em cada momento.

De qualquer maneira, fazer sexo é sempre bom com grandes ou pequenos orgasmos. A mulher, inclusive,  pode ter orgasmo sem ter penetração. No aparelho genital externo o orgasmo pode ocorrer em várias partes, principalmente no clitóris e nos pequenos lábios que são áreas com mais terminações nervosas.

O mais desejado e comentado seria o orgamo múltiplo quando acontecem vários orgasmos simultaneamente. Dentro da vagina a mulher pode atingir quatro, cinco ou seis orgasmos. Muitas vezes, por não conhecermos o nosso corpo pedimos ao companheiro que pare de nos estimular logo após o primeiro orgasmo porque a região fica muito sensível o que dá certo desconforto, mas na verdade pode ser um novo orgasmo que está chegando.

O pompoarismo vai ajudá-la a perceber a musculatura vaginal e ajudar o parceiro na hora da penetração.Voce poderá  utilizar a musculatura da vagina para,  pressionando o pênis,  atingir mais sensações em cada relação.

Para encerrarmos a conversa sobre pompoarismo vamos ver alguns exercícios bacanas.

Exercício para percepção do tubo vaginal.

Aquele das bolinhas, primeiro anel, segundo anel e último anel. Imagine a vagina… Ela é um tubo. Sabemos que ela começa na abertura e termina no útero. Então podemos imaginar que o primeiro anel , esse ai na abertura, é o primeiro anel. O segundo imaginamos no meio. E o ultimo ou o terceiro, imaginamos lá no final, refletindo inclusive no anus.

Então vamos lá. Você vai fechar um pouquinho só o primeiro anel, depois, com um pouquinho mais de força você vai fechar o segundo anel, o do meio e depois o ultimo que voce pode por mais força ainda. Fecha bem forte que reflete no anus sem movê-lo.

Vamos!! Fecha um pouquinho, outro pouquinho, fecha bem forte.
Agora abre o último, o segundo um pouquinho , até relaxar totalmente no dá frente. E vai e volta. E vai e volta.

Quantas vezes? Quantas você quiser. Não tem limite. Mas no mínimo 30! No começo vai parecer um absurdo mas de repente você fará 300 numa boa. Lembra que eu falei sobre se distrair na fila do banco? Pois. Você vai experimentar.

Exercício para dominar o movimento dos quadris:

Com o domínio desses movimentos você pode ter mais prazer na hora da relação sexual. Fique em pé com os joelhos ligeiramente flexionados e os pés afastados um do outro. Inicie movimentos dos quadris da direita para a esquerda e depois para frente e para trás. Faça pelo menos 30 vezes por dia, na hora do banho.

Contração de glúteo:
De pé, com os pés paralelos e distantes 20 centímetros um do outro, contraia o bumbum. Tente unir as nádegas o máximo que puder. Conte até três e relaxe. Faça dez vezes. Repita o exercício contraindo e soltando rapidamente, como se acompanhasse uma respiração ofegante. Conte dez vezes.

Uma coisa dos exercícios que é sempre importante é mover só aquela parte que está sendo requisitada. Viu aquele ali? É passo de funk. Rs. Dançar é muito bom. O assoalho pélvico sempre agradecerá. Ioga também é maravilho. Nadar, andar de bicicleta…

Essa contração do glúteo vc pode fazer de boa sentada.

Exercícios com os pesinhos

Yes! Estes são os pesinhos!! Também são chamados de cones ou pesitos. Eles são de resina, super higiênicos porque vc pode lavar na agua corrente e pelo menos uma vez a cada 15 dias
mergulhe-os em um litro de agua com uma colher de agua sanitária (Qboa, Cândida)

O t5021amanho e o modelo nunca mudam mas eles variam de peso entre 20 e 72 gr. Os mais leves servem para dar agilidade e os mais pesados para dar força muscular. Você pode usá-lo aumentando gradativamente o peso, como faria em uma academia. (recomendado) Ou ir experimentando todos os tamanhos em cada exercício.


Sugar:
Coloque o pesinho na entrada da vagina e faça leves toques com o dedo médio, Introduza o pesinho até a metade e tente sugá-lo para dentro da vagina. Talvez não consiga logo de cara, mas não desista. Quando conseguir aumente o desafio e tente fazer o pesinho subir até o máximo que conseguir.

Expulsar: Com o pesinho já dentro da vagina, de cócoras, tente expulsá-lo da vagina. Depois tente fazer o mesmo deitada, sentada. Vá sempre aumentando o desafio.

Ben Wa ou colar de bolinhas tailandesas:

As Ben Wa são maiores geralmente do que as bolinhas ta5029ilandesas. Elas tem em média 3 cm de diâmetro, enquanto as bolinhas tailandesas têm 2 cm de diâmetro. Elas também são vibratór
ias (têm um pesinho dentro que faz vibrar) . Diferenças à parte escolha a que lhe parece
r mais confortável.

5030Primeiro tente o exercício de sugar. (Atenção: é difícil mesmo então você não deve conseguir de primeira mas tente sempre!) Então coloque a bolinha na entrada da vagina, empurre até a metade e tente sugar o restante, faça o mesmo com todas elas. Se não conseguir vá empurrando delicadamente até colocar todas dentro da vagina.

Com todas dentro da vagina, experimente tocá-las uma a uma pressionando as paredes da vagina contra elas. Perceba os anéis que já temos falado aqui. Brinque. Dedilhe.

E agora tente expulsá-la também uma a uma. Sem pressa. Uma a uma. Se estiver muito difícil ajude delicadamente com o cordão trazendo até uma posição mais perto da saída. E tente novamente.

Exercícios com vibradores

Bem, eu sou de opinião que toda mulher deve ter um vibrador. Faça esse investimento assim que puder. Para o pompoar eles podem ser mais finos ou mais grossos. Os mais finos dão agilidade, os mais grossos força muscular.

Aqui dois modelos interessantes:

Eles varias de textura, largura… Os três primeiros têm textura aveludada. O primeiro é mais largo, usa duas pilhas C (então vc pode fazer exercícios com e sem as pilhas). O Segundo é bem fininho mas ele vibra todo, é muito interessante. O terceiro, ele violeta, é dos mais completos porque ele massageia o ponto g também. (Né? Tem que ser divertido, rs!). O último é de silicone, então é bom usar bastante lubrificante ou mesmo um preservativo para que ele deslize e crie mais dificuldade para reter.

Você pode fazer com eles o mesmo exercício que faz com as bolinhas, primeiro tente sugar, depois sentir, dedilhar, depois expulsar.

Anúncios