Sábado à noite e Aline está em casa. Longe, bem longe de mim. Lá do outro lado do país.
Está presa por nossos pactos. E de repente nos damos conta de que isso não é bom.
Não é bom que um garoto de 24 anos paralise sua vida e pare de procurar o amor.
O amor que todo mundo precisa.

O que vivemos foi lindo. Foi excepcional e ficará para sempre no meu coração.
Mas … Enfim, é a pegadinha da net, né?
Por um lado as distâncias não existem, o outro parece tão perto…
Mas na real, um longo caminho mesmo para o caminhante.
Porque não é só pegar um avião…
Há que se abandonar projetos, família, amigos.

E depois do que vivemos nenhum outro formato de relação caberia entre nós.

Enfim, Aline procura um amor.
E apesar de ainda estar um pouco ligada a ela, só posso desejar que o encontre.
Porque todo mundo merece um amor.
Por que não um amor para Aline?

E eu também. Alguém para viver comigo e com Roger.
Por que não um amor para mim?

Vida que segue…

Anúncios