O homem mais submisso do mundo.

Será que ainda é um homem?
Ou é aquela coisa estranha que se arrasta pela casa obedecendo ordens?

Será  aquele pano de chão esquecido no rodo?
Durante um tempo limpou o chão com a língua.
E acho que foi assim que virou um pano encardido.
Com o tempo já ninguém sabia onde terminava  a língua.

Com certeza já o pinto esta mole para sempre.
Goza pelo rabo.

Já foi corno. Hoje é o cachorro trazendo os chinelos com a boca  para o amante.
Muito obediente. Totalmente adestrado.

A esposa permitiu que continuasse trabalhando porque “não ia sustentar vagabundo” mas ele acorda ainda de madrugada para dar conta dos afazeres antes de sair para trabalhar.  Casa limpa, zero louça na pia, banho tomado,vez ou outra mandava enfiar um plug…

Ele tentou negociar essa parte do plug mas acabou cedendo. Sempre cedia.
Ela ia se divertir e isso era tudo pra ele.

O homem mais submisso do mundo sempre obedece. E lá vai envergonhado.
Passos curtos, falta de concentração.

Um sacrifício para manter-se bem diante dos colegas. Vai dando seu jeito porque se perder esse emprego talvez  nem lhe sirva como pano de chão.

A ele basta estar a seus pés, sob seu domínio mas seus caprichos são caros. E  há sempre um amante para sustentar em casa.

As surras agora são constantes. Por tudo e por nada.
Em qualquer lugar, a qualquer hora.

Gosta de convidar  amigos e amigas para também se divertirem. Eles humilham, batem…  Às vezes no jardim faz-se uma fila para lhe urinar no rosto.

Esse… O homem mais submisso do mundo.

Sem eira, sem beira.
Ninguém.

* * *

Que forte, né?
Mas é pra onde se vai.
Um caminho sem volta.

Você não precisa ser o homem mais submisso do mundo.
Você precisa ser quanto submisso sua esposa desejar.
E você precisa saber colocar seus limites.

Isso precisa ser saudável.

: )