dominat
Sobre o Dominatrix.

Foi bacana. Eu estava super bem acompanhada, com Roger e um casal de amigos. Estava me sentindo muito bem. Feliz.

Eu e T. produzimos o Roger. De sainha e tal.  Andou a pé do estacionamento até o Bar.
Em cima da roupa a gente jogou um pellerine nele para proteger do frio. Ficou muito show.

O bar é pequeninho mas aconchegante.
Há um bar normal embaixo onde acontecem eventualmente algumas apresentações artísticas. Escolhemos nos acomodar no  andar de cima, onde estão  os equipamentos.

Servem uma excelente porção de bolinho de arroz muito gostosa. Nossa! Gostosa demais!

O serviço foi bacana também.

Não estava muito cheio porque foi  na semana imediatamente após a comemoração do 24/7. Creio que as pessoas estiveram lá na semana anterior. Por isso o esvaziamento.

Achei ótimo que estivesse vazio.  O astral estava muito bom.
Lá em cima conheci Lorde Steel e sua menina  (não vou lembrar os nomes)
Ela muito linda toda de saia fru-fru.

E teve uma hora que todo mundo foi dar parabéns pra ela e a minha amiga pensou que era aniversário. Foi lá toda fofa dar parabéns também mas voltou toda errada porque ela estava comemorando 3 anos de castidade. Ela voltou toda confusa. Foi uma graça.

O pessoal que estava comigo não conhecia nenhum evento assim. Sabem muita coisa que eu que vou mostrando.  São super abertos e curiosos. Amaram.

Conheci um cara que faz umas peças todas com materiais de construção, coisas que a gente tem em casa. Muito muito criativo. E super generoso. Deixou a gente usar os brinquedos e explicava de boa, bem direitinho, como tinha feito.

Eu adorei.

Uma outra menina pediu para bater no roger.  Não importa onde a gente vá, a bunda do roger sempre vai ser a bunda da vez em algum momento. Sempre muito resistente. A menina ficou impressionada.

Teve umas cenas bonitas. Poucas cenas mas muito intensas inclusive uma cena de suspensão com ganchos que foi bem forte.

A gente ficou super à vontade mesmo.

Pena que só o Renato foi me encontrar lá. Queria ter conhecido mais praticantes.

E conclui que em geral os BDSM são de boas mesmo. Sempre é um bom astral. Aqui ou lá.

E ficou claro pra mim que minhas festas são diferentes da proposta de um bar. Por isso dou a maior força para quem quiser abrir um bar temático aqui. Acho bacana a gente se esparramar por aqui.

Os pubs são mais impessoais, obviamente.  É diferente de você ir numa festa na casa de alguém. As minhas festas não são abertas ao público embora a gente facilite ao máximo para todos que desejam participar, é preciso sempre a gente entrevistar antes ou ser apresentado por alguém.  Num bar é só chegar, né?

E também constatar que em termos de equipamento não ficamos devendo nada. Talvez nos falte esse X, mas temos cá o nosso Paletão que também não faz feito… rs

Achei tudo bacana e recomendo para quem estiver em Sampa ou passar por lá.

www.dominatrixaugusta.com